The Strange: O infinito é uma possibilidade

Dragões, magia, ciência, tecnologia. Um RPG onde a sua criatividade é a força motriz do sistema.

Por chainedtruth em 28/01/2016 às 18:00:00
Matéria Visualizada uma vez...

“Abaixo do nosso universo – sob toda a matéria quantificável, toda a luz e escuridão que podemos detectar, todas as forças da gravidade e do eletromagnetismo que definem o universo físico que conhecemos – existe uma rede caótica de energia escura chamada “the Strange”. Poucos suspeitam de sua existência, mas para aqueles que a descobriram, tudo está diferente. Esses seletos seres – os despertos – sabem que o Strange guarda muitas recursões – mundos únicos e limitados, que detêm suas próprias leis da realidade.

Mundos repletos de vida, de descobertas, tesouros incríveis – e mortes repentinas.

Mundos que, algumas vezes, invejam o nosso.

As recompensas secretas de tais mundos atraem os bravos, os audazes e os inescrupulosos – e atrai também inimigos poderosos das recursões para nossa Terra. E chama a atenção, de maneira lenta e inexorável, de seres que vivem além do Aglomerado da Terra – seres de poder e maldade imensuráveis vindos dos confins desconhecidos do… THE STRANGE”

 

Se você é um jogador ou um narrador há algum tempo, não seria presunçoso demais acreditar que mais de uma vez tentou transferir características de um universo para outro, certo? Esses crossovers muitas vezes se dão por querermos levar o que funcionava de outro universo – personagens, localidades, até mesmo pontos de enredo – para outro e melhorá-lo.

The Strange é um jogo criado por Monte Cook  e Bruce Cordell, sob o selo da Monte Cook Games, que capitaliza sobre essa idéia de uma narrativa baseada em multiversos de maneira acertada, providenciando mecânicas e caminhos para que aventuras sejam construídas tendo este conceito como núcleo. O que cada mundo pode acrescentar ao jogo é uma decisão inteiramente sua: É possível adaptar universos fantásticos e de alta magia e fazê-los chocarem-se com personagens que vêm de um mundo cyberpunk, por exemplo.

Uma tradução em português brasileiro está sendo feita pela New Order Editora e está em processo de financiamento coletivo. As versões internacionais, em inglês, de Numenera e The Strange foram lançadas também por financiamento coletivo, via kickstarter. 

Se quiser participar deste processo, a página do projeto no catarse.me contém maiores detalhes e uma prévia do material já traduzido. Colaborações poderão ser feitas até 08/02/2016.

● Nenhum comentário nesta matéria...