Dicas de RPG Narrativo
Vampiro: A Máscara - Criando Cenário & Crônicas
Narrando: Criando um Cenário e Crônicas
• Por fractius em 26 de Maio de 2011
• Esta matéria tem 8 comentários!

Narrando: Criando um Cenário e Crônicas

Cenário de Vampiro: A Máscara


Uma dúvida muito comum para narradores iniciantes é o tipo de cenário do qual vão se utilizar, às vezes é até mesmo difícil escolher qual crônica irá entreter o grupo. Esse tópico tem a intenção de dar suporte para esses narradores iniciantes, para que o RPG possa ser melhor aproveitado e melhor difundido, ajudando a construir narradores auto-suficientes.

E lhes digo Narradores Iniciantes, nenhuma, mas absolutamente NENHUMA crônica séria, consegue se desenvolver sem um cenário bem definido.
O Cenário cria uma base e deixa idéias de crônicas simplesmente fluirem, pois no momento que um dos seus NPCs(que ja existem no cenário) começa uma conspiração ou faz alguma ação, ele consequentemente está fadado a interferir no cenário como um todo e em todas as pessoas as quais ele está relacionado. Assim, uma crônica fica extremamente fácil de ser desenvolvida a partir de acontecimentos do cenário que você criou.

Ok, mas aí vem a parte que você precisa arregaçar as mangas para a criação do Cenário.
Muito melhor do que eu posso dizer, existe o livro "Guia da Camarilla" na página 151(Capitulo 7) que tem uma base inteira para criação de cenários, mas como nem todos tem acesso ao livro, vou resumi-lo e complementá-lo.

Passos Básciso para a Criação de um Cenário:

Estabelecendo o Ambiente.
Existem perguntas básicas quando se inicia a criação de um cenário.

-Qual Cidade você vai trazer para o mundo das trevas criar? Real ou Imaginária?
-Cidade Natal ou Não?
-Quais os motivos e interesses que mantém a Camarilla (ou seita que você narra) no cenário? 

Cidade Ficcional vs. Existente (Vantagens e Defeitos)

Bem, a cidade ficcional é muito mais trabalhosa, já que você está erguendo uma cidade do chão. Você simplsmente terá de decidir tudo e criar um mapa para que mantenha o controle da mesma; a vantagem de ter uma cidade ficcional é que você como narrador, tem o total controle sobre ela. 

Na outra mão, a cidade existente exige muito menos trabalho no quesito construção e lugares importantes, mas exige um estudo da história do local para que a inserção Vampírica seja coerente.

Decida o local como você acha que vai se sentir mais confiante e à vontade.

Segundo Passo: Questões Geográficas.


Ja decidiu a cidade? Então vamos decidir os lugares.

-Como deve ser o mapa?
-Quais os lugares mais frequentados pelos Vampiros?
-Quais são os Lugares Importantes?
-Onde estão os Refúgios?
-Como chegar lá?
-Onde ninguém vai?
-Ela se parece a quê?

Ok. Temos o local, agora precisamos transformar sua atmosfera na atmosfera Vampírica do World of Darkness. Se você escolheu uma cidade já existente importante, você deve antes de tudo definir as alterações que ela sofre para o World of Darkness e deixar isso bem claro a seus jogadores. Após definir as mudanças, chegamos em um passo que tanto cidades já existentes como cidades em criação tem que passar.

Definindo Lugares Importantes.
Qualquer lugar de interesse aos Vampiros do local, é um local importante, sejam campos de caça ou fluxo de reuniões, os personagens como os NPCs vão decidir quais lugares são os de maior importância.
Obs: Se você está trabalhando com uma cidade que já existiu, essa parte é uma questão de pesquisa, não esqueça de fazer as mudanças necessárias para o WoD.


-Exemplos de Lugares Importantes:


Abrigos e Instituições de Ajuda
Aeroportos
Boates da Moda e Restaurantes
Centros Industriais
Corpo de Bombeiros
Currais
Delegacias
Educação Superior
Empresas de Frete e Portos
Estações de ônibus e trens
Grandes Empregadores
Hospitais
Imobiliárias
Instituições de Caridade
Instituições Financeiras
Jornais e Redes de Televisão Locais
Necrotérios
Parques, Áreas públicas e estádios
Prefeituras
Prisões
Ramificações, Locais de Departamento Governamentais
Setor Terciário
Submundo (Cassinos, Lojas de Armas, Pontos de Crime, Máfia) 

Se você estivesse lendo o Guia da Camarilla, agora seguiríamos para a parte onde se cria o Elisium mas, eu não recomendo, pois ele é o reflexo dos membros que moram lá e ainda não colocamos nossos preciosos NPCs na cidade, certo?
Existem certas perguntas, em todos os passos, que talvez seja melhor respondê-las após a criação dos NPCs.
Vamos deixar o Elisium para depois do passo da criação de NPCs.

Terceiro Passo: Questões Populacionais, criando os NPCs

-Quantas pessoas moram na sua cidade?
-Quem são os Vampiros da sua cidade?
-Qual a influência deles? Qual o motivo deles estarem na cidade?
-Até onde os Vampiros controlam?
-Quem criou quem?
-Quem e de qual clan é o Príncipe? Por quê?
-Existe alguem que se opõe ao Príncipe? O Príncipe sabe disso?
-Existe alguma cria ou membro indesejado?
-Quem são as peças poderosas da cidade? Quem são os inferiores?
-Existe uma primigênie? Quem são?
-Quem ocupa os cargos importantes?
-Quem anda mantendo contato com forasteiros (outras seitas ou independentes)?
-Quem deve favor a quem?
-Quem ama quem?
-Quem odeia quem?
-Quais Vampiros têm desejos em comum?
-Existem Diableristas na cidade? Alguém já morreu dessa forma? Os outros membros sabem?
-Quem são os ambiciosos e quais são os seus alvos?
-Algum NPC é senhor de um PC? Ele foi abraçado por qual motivo?

Essa fase na minha opinião, é a mais divertida, pois você dá vida a uma cidade que só era um pedaço de papel.  É muito importante decidir os cargos que cada membro ocupa, qual o poder de cada um, qual o clan e geração dos mesmos, dessa maneira dá-se uma personalidade aos clans da cidade, você decide se algum clan é responsável pela influência de uma área e por quê? 

Note que as personalidades dos personagens NPCs que você vai criar, darão extrema influência às escolhas do grupo e até mesmo um motivo para que os PCs sejam abraçados por esse NPCs.

Exemplo: Talvez o Malkavian ancião influencie hospitais porque gosta de ter bolsas de sangue com fácil acesso ou talvez esteja conduzindo pesquisas que nem mesmo suas crias sabem. Talvez ele seja um doutor abraçado que tenha uma personalidade extremamente samaritana, e de tempos em tempos vá aos hospitais operar pessoas pelo simples prazer de salvar vidas. Quem sabe, um dia esse mesmo ancião estava fazendo sua ação samaritana, quando viu uma pessoa extremamente ferida e lhe falaram que era apenas uma questão de tempo até que sua morte iminente acontecesse, e extremamente tocado pela pessoa que lá morria, abraçou-a para que ela pudesse continuar de pé no mundo mesmo que semi-morta. O abraço foi sem a permissão do Príncipe, o que o deixou extremamente bravo e diminiu a reputação do Clan Malkavian pelos olhos do Príncipe, mas as Harpias, que não gostam do príncipe, adoraram a afronta que nosso Doutor Malkavian fez..

Viram como uma ação desencadeia a outra e dá vida a uma série de ações? O Cenário é o pilar que sustentar o narrador.

Quarto Passo: Questões Históricas.

-O que aconteceu de importante na sua cidade?
-Isso influenciou os membros e a seita?
-Quanta influência os Vampiros que moram na cidade têm na história da mesma?
-O que eles fizeram e quem o fez?

As questões históricas são uma parte interessante, feitas de forma paralela com os NPCs. Com a história da cidade os personagens vão surgindo e pelas ações dos mesmos você pode definir se isso desagradou outro membro, já definindo as rivalidades entre membros e até entre Clans. Se você está trabalhando com uma cidade já existente, estude a história da mesma, use sua criatividade e defina o porquê dos Vampiros terem vindo para ela e quais acontecimentos da cidade tinham influência deles. 

Agora você já tem tudo do Cenário, só falta uma única coisa!

Quinto Passo: Introduzindo o Mundo aos Jogadores.

De nada adianta um ótimo cenário se você como narrador não tem a gratificante recompensa dos Jogadores estarem apreciando o mesmo, tenha certeza que o Cenário proposto agrada seus jogadores.

Agora com o Cenário que será sempre o mesmo para você, Narrador, o início de uma mesa de Vampiro ficará 100.000 vezes mais fácil, e muito mais divertido para os jogadores que não terão o problema da falta de crônicas.

Definindo os Jogadores.

Existem dois meios de se fazer uma ficha com um cenário pronto. No primeiro, que recomendo para jogadores mais experientes, cria-se uma história de um mortal, e você como narrador decide qual Vampiro do seu Cenário teria interesse em abraçar esse mortal; para jogadores experientes que procuram algo novo, é extremamente divertido. Agora, se os jogadores preferem escolher seus clans, converse com eles sobre o Cenário e ajude-os a criar um prelúdio coerente que façam eles serem abraçados por um membro especifico do seu cenário.


Obs: Você como narrador tem a obrigação de usar sua criatividade para ajudar o máximo possível o membro a ter um prelúdio coerente a seu cenário, para que seu trabalho fique mais fácill e para que o jogo fique mais divertido. Se as idéias acaberem e não tiver maneira ALGUMA de que um Vampiro específico seja abraçado pelo Clã de sua escolha, o jogador também pode ter um personagem forasteiro que pelos seus motivos foi parar na cidade, um total estranho em uma estrutura pré-definida. 

Exemplo: Felipe quer criar um Lasombra chamado "Darktears of Hell Van Dall" . Um Lasombra influente no comércio de armas. "Fractius" o narrador, senta e conversa com Felipe, esclarece para ele que o Cenário será narrado na Camarilla, e que quem exerce influência no comércio de armas da cidade é o Clã Toreador, sendo inviável a criação do personagem dessa maneira. Támbem esclarece que a cidade é no Brasil, então ninguém, mesmo que fosse em uma cidade americana, se chamaria "DARKTEARS".  "Fractius" dá um tapa na cara de Felipe e manda ele ter bom senso nos nomes que ele dá aos personagens.

Após um bom tempo de conversa para que haja uma satisfação dos dois lados, "Fractius" e Felipe chegam a um consenso: a opção de ser um Lasombra é totalmente inviável, mas ele ainda teria uma chance de ser influente no comércio de armas, e assim criamos o perfil do personagem de Felipe: Ricardo, apelidado pelos amigos de Darktears, era um mortal que tinha um trabalho normal de dia, mas comerciava armas a noite.  Após algum tempo, por algum motivo ele chamou a atenção do Ancião Brujah (Clã Escolhido por Felipe) que era extremamente influente no departamento jornalístico da cidade (trabalho normal de Ricardo). Assim, quando Ricardo foi abraçado, ele decidiu manter apenas seu comércio de armas, mesmo que não fosse do agrado de seu senhor. Ele também criou uma inimizade com os membros do Clã Toreador por atrapalharem seu comércio. Consequentemente, criou uma amizade com os Nosferatus da cidade, que já possuíam seus devidos problemas com os Toreadores. Ricardo apoia o Príncipe Ventrue e é extremamente ambicioso. Visando o cargo de Primigênie vai derrubar quem for preciso para que o cargo seja dele.

Bem, acho que é isso, de maneira extremamente resumida, meus conselhos para você que é narrador iniciante.

Considerações Finais: Nessas alturas você deve estar pensando "P... que pariu! Que trabalho que dá narrar essa porcaria."
Bem, na primeira vez é realmente trabalhoso criar um cenário, mas lembre-se que você poderá manter seu cenário mesmo narrando para diferente grupos. Você pode até transformar personagens de jogadores que por algum motivo tiveram que parar de jogar em NPCs.
Além de tudo, narrar pode ser muito divertido, e quando o narrador tem prazer no que faz os jogadores se divertem também. O trabalho é extremamente gratificante quando você vê os jogadores empolgados para fazerem parte da sua mesa.

Mas lembre-se, o RPG visa divertir, faça as alterações que forem precisas no seu cenário para que você e seus jogadores se divirtam mais nele.

Espero que tenha ajudado.
Desejo a você Narrador Iniciante, que tenha muita sorte nas suas primeiras crônicas e que depois da primeira ainda hajam várias.

Atenciosamente - Fractius

« Matéria Anterior «
Bandolin, percussão, flauta, vocal e público.
• Em 18/04/2011
» Próxima Matéria »
Agora não tem desculpa para ficar sem avatar... =P
• Em 27/05/2011
Tem algo a dizer sobre este assunto...? Envie o seu comentário via Facebook!

vendett4 ] 
• Em 26 de Maio de de 2011 às 12:55
Fugindo um pouco do assunto de criaçao... Mas do meu ponto de vista, acho que tem muito RPG de Vampiro, cara =/
and360 ] 
• Em 26 de Maio de de 2011 às 19:53
primeirtamente, gostaria de parabenizar o frac, uma otima adaptação do capitulo que vem no livro guia da camarilla sobre criação de cidades e cenarios o/ agora sobre questao de ter muitas salas, acho que a quantidade nao significa realmente muita coisa, até por que algo que pode ser percebido facilmente no 2ic sao as modas ciclicas que acontecem, zumbis, colegiais, pseudo terror/suspense, medievais, assim como as modas vem e vao acontece no nosso querido programa. . . o importante é saber o que te satisfaz e presar por um bom jogo e acima de tudo SE DIVERTIR . . .
frazzatto ] 
• Em 26 de Maio de de 2011 às 19:54
Parabéns Fratius! Muito bom mesmo. Eu, que estava querendo criar um cenário, vou usar essas suas dicas e criar um bem completo. 

Atenciosamente

Frazzatto
fractius ] 
• Em 27 de Maio de de 2011 às 08:22
Sim, isso é verdade. Mas a intuição da matéria foi para ajudar os iniciantes de Vampiro: A Mascara. Vejo muita sala por aí sem noção.
vendett4 ] 
• Em 27 de Maio de de 2011 às 12:53
E que muitas vezes eu nao acho a sala que eu gostaria de jogar pelo fato de 6 ou  7 das 15 salas serem de Vampiro. Sei la... Eu sou fa de zumbis e quando aconteceu aquela "onda zumbi" (que durante uns 3 dias o 2ic so teve sala de zumbis) eu tambem fiquei chateado, so que daquela vez foi pelos outros que tambem nao acharam o que buscaram. (Chrome nao tem acentos, putamerda)
jr29 ] 
• Em 27 de Maio de de 2011 às 16:52
Bem... Tenho apenas duas frases a comentar sobre esta boa matéria.
1°: Parabéns ao Fractius pela excelente matéria, espero que abra os olhos de muito mestres que criam salas de vampiros aqui no 2iC.
2º: Sobre estas salas que a cada dia aparece aqui no 2iC, isso é bom galera, bom por que as boas salas de Vampiro se destacam... Acho que se virou modinha, dane-se... O que importa é a diversão de cada um, alguns se contentam com tão pouco que é melhor não entrar em detalhes...

Grato.
fractius ] 
• Em 09 de Junho de de 2011 às 08:38
Agradeço SalyX, realmente é um pouco de verdade em suas palavras, sobre as mesas de Vampiro que vem se apresentando ultimamente pelo 2iC, mas se eles estão se divertindo, isso é ótimo. Uma das coisas importantes do RPG é a diversão. ^^ E sobre o que Kiwi diz, é verdade também, realmente quando eu abri a mesa no 2iC, foi a primeira, foi até na época em que o 2iC abriu realmente, agora esta uma febre de mesas de Vampiro, pelo programa, eu prefiro ver várias de Vampiro, do que um monte de Naruto. HAUSHUAHSU
 
Abraço a todos. 
 
Atenciosamente, Fractius.
yonos ] 
• Em 30 de Abril de de 2013 às 17:49
Hum... agora que estava folheando essas "matérias antigas" do 2ic, percebo quanto conteúdo interessante deixei passar batido, se bem que agora eu estava querendo voltar a narrar... uma ótima matéria sem dúvida. Um resumo "pequeno" do que seria a abismal diversidade de conteúdo que é uma das simples variáveis do Mundo das Trevas, muito, muito legal, acredito que poderei usar isso em um futuro próximo.
Tem algo a dizer sobre este assunto...? Envie o seu comentário usando o Login do RPG 2ic!
E-Mail:
Senha:
Comentário:
   [ Não é cadastrado? Clique aqui! ] 
Publicidade
Jogue com a Gente!
 
Portal RPG Online
-  Página Inicial
-  Primeira vez aqui...?
-  O que é RPG...?
-  Comunicados
-  Agenda de Eventos
-  Cobertura de Eventos
-  RPG Online na Mídia
-  Termos de Uso
-  Equipe RPG Online
-  Contato
• Cadastro
-  Cadastre-se! É grátis!
• Promoções
-  Promoções
-  Resultado das Promoções
• Portal RPG Online em Ação!
-  Entrevistas
-  RPG 2ic
-  Top Users »
-  TV RPG Online
-  Rádio RPG Online
-  História Continuada
• Anuncie no RPG Online
-  Midia Kit »
-  Midia Kit ( English ) »
-  Publicidade
RPG Eletrônico
-  Página Inicial do Canal
• RPGs Online
-  Browser Games
-  Card Games Virtuais
-  MMORPGs
-  Dragon Ball Online
-  Final Fantasy Online
-  The Lord of the Rings Online
-  Warhammer Online
-  World Of Warcraft
• RPGs Offline
-  Games de RPG
-  Final Fantasy
-  Vampire: Bloodlines
• Recomendados
-  Eredan iTCG »
-  Garota Popular »
-  Guerra Khan »
-  Mannagor »
-  Nemexius »
-  Rei do Crime (18+) »
Assine o Feed!
-  RSS de Conteúdo »
-  RSS de Tirinhas »
• Twitter do RPG Online
-  Armando (J.Maximus) »
-  Exclusivo sobre o RPG 2ic »
• Comunidades
-  RPG Online no FaceBook »
-  J.Maximus no FaceBook »
-  RPG Online no Orkut »
-  RPG Online no YouTube »
• Dúvidas?
-  Pergunte ao Mago! »